Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010

Dar banho ao gato

Nestes dias, tenho abordado a saúde e beleza dos cães e gatos e como já fiz um post sobre dar banho aos cães decidi fazer um sobre como dar aos gatos :)

 

Quase todas as raças de gatos têm aversão à água. Por um lado, os gatos estão certos, pois passam demasiado tempo a limpar a pelagem para depois se estragar tudo com água! Mas por outro lado, há situações em que o banho é inevitável.

Muita gente pensa que os gatos são "alérgicos" á água mas estão completamente enganadas, pois reparem: eles andam á chuva, os felinos atravessam rios para caçar, os gatos que participam em exposições são também lavados frequentemente, isto porque são habituados desde pequenos a vários “rituais de beleza” mas, no entanto, é mesmo verdade, que os gatos não gostam da água, excepto o Turquish Van - adora nadar! Os gatos não devem tomar banho a não ser que esta seja a única solução de limpeza.

 

Só devem dar banho quando:

  • o gato sujou-se com um produto que o animal não deve ingerir ao lamber o pêlo – óleos, pesticidas, etc.;
  • é necessário utilizar shampôos recomendados pelo veterinário para tratar problemas de pele, acabar com pulgas, etc.;
  • o gato participa em exposições felinas;
  • o dono tem alergia à saliva e pele morta do gato;
  • a pelagem está demasiado oleosa;
  • o gato é idoso e não é capaz de tratar do próprio pêlo.
  • 

Preparação:

Devem começar a dar-lhe banho desde pequenino, assim será bem mais fácil. Dê banho apenas num dia em que saiba ter tempo suficiente para poder fazer as coisas calmamente. Os animais pressentem quando os donos estão nervosos e se tiverem de apressar o processo, o gato ficará também nervoso, podendo reagir com agressividade ao banho.

Se sabem que o seu gato vai oferecer resistência ao banho, previna-se! No dia anterior, aparem as unhas do gato, mas com cuidado para não cortar demasiado. Vistam uma roupa que possa ser molhada e mesmo arranhada. É aconselhável usar mangas compridas.

 

Irão precisar:

 

  • Shampôo – Utilizem um que seja indicado para gatos. Se precisar de lavar o gato de urgência e não tiver um indicado para gatos, não utilize o shampôo normal para humanos, pois são demasiado agressivos no pêlo do gato. Em casos de excepção, pode utilizar shampôo para bébes. Nunca utilize produtos indicados para cães, pois podem ser tóxicos;
  • Toalhas – Vão precisar de pelo menos duas toalhas. No caso de gatos com pêlo comprido, podem ser necessárias mais;
  • Pano suave – Para limpar o focinho do gato, deve utilizar um pano fino e suave;
  • Recipiente em plástico para recolher a água e deiar por cima do gato – Opcional, para utilizar em gatos que não gostem do chuveiro;
  • Tapete – Para manter a casa-de-banho o mais limpa possível, pode cobrir o chão com tapetes;
  • Tapete impermeável – Para que o gato não escorregue na banheira, apliquem um tapete anti-derrapante.
  •  

Começar a dar banho:

Para alguns gatos, o barulho da água a correr pode ser assustador, por isso encham a banheira antes de colocar o gato lá dentro. Neste casos, utilizem um recipiente de plástico (o metal pode fazer barulho ao raspar na banheira) para encher de água e despejar levemente sobre o gato.

Encham a banheira com água tépida até chegar à barriga do gato, cerca de 10 cm. Coloquem o gato dentro e molham-no. Não molhem o focinho, nem as orelhas do gato. No fim, utilizem o pano suave e molhado para limpar essas zonas.

Depois de molhado, apliquem o shampôo, mas não exagerem. Esfreguem os dedos com suavidade, começando no pescoço e descendo até às patas. Retirem o shampôo, passando com bastante água. É importante que não fique shampôo na pele, pois vai causar irritação quando seco. Depois de retirar a água da banheira, voltem a molhar o gato para se certificar de que não ficou shampôo por retirar.

Com uma toalha, retirem o excesso de água. Esfregue levemente, sobretudo se o gato tem pelagem longa, para que o pêlo não enrice. Com a segunda toalha, se puderem, previamente aquecida, envolvam o gato para acabar de o secar. No fim, pode utilizar em gatos de pelagem longa um secador “silencioso” ou com uma escova e a ajuda da toalha pode finalizar o trabalho. A maior parte dos gatos prefere secar-se sozinho, por isso coloque uma toalha no sítio onde o gato costuma refugiar-se e deixe-o acabar o trabalho. Não há perigo em deixar o gato ainda húmido, desde que este não tenha acesso a correntes de ar.

 

Dicas:

  • Trabalhar a dois – É mais fácil dar banho ao gato se forem duas pessoas a fazê-lo. Uma pessoa fica encarregue de segurar o gato, enquanto a outra molha-o, esfrega, etc. Certifiquem-se de que o vosso auxiliar é paciente e que o  gato gosta dele;
  • Ofereçam uma recompensa ao gato no fim do banho. Desta forma ele vai associar o banho a algo positivo;
  • Alguns gatos preferem mesmo ser lavados com chuveiro, de forma a que a água não se acumule nos seus pés. Tenham contudo cuidado para não deixar cair água no focinho ou entrar nos ouvidos;
  • Nos casos de gatos mais ansiosos, podem ter de optar por ir para a banheira juntamente com o seu gato. Usem uma camisola grossa e de manga comprida e lavem-no no colo;
  • Guardem a caixa de areia imediatamente a seguir ao banho, pois alguns gatos podem ir esfregar-se lá;
  • Se der banho durante o Inverno, aqueçam primeiro a divisão com um aquecedor para que o gato não fique doente;
  • Ao retirar o shampôo, passe água até que esta escorra límpida do gato;
  • É normal os gatos emitirem sons de desconforto durante o banho. Tentem minimizá-los, acompanhando o banho sempre com um tom de voz amigável.
publicado por Vida animal às 15:00
link do post | favorito
1 comentário:
De Solange Fernandes a 29 de Outubro de 2010 às 18:09
não é saia e vestido =)
Não linda nao conheço =(


Comentar post