Segunda-feira, 20 de Setembro de 2010

Coruja

As corujas são aves bastante activas à noite, principalmente durante o crepúsculo e tem um vôo silencioso devido à estrutura das penas, alimentando-se de pequenos mamíferos (principalmente de roedores), insectos e aranhas. Engolem as suas refeições por inteiro, para depois vomitarem pêlos e fragmentos de ossos. Moram em ninhos que ficam em cima de árvores.

 

 

A superstição popular diz que adivinham a morte com o seu piar e esvoaçar. Julgava-se também que essas aves gostam de azeite por visitarem as igrejas durante a noite, onde existiam lamparinas de azeite acesas. Na realidade elas procuravam os insectos atraídos pela luz das lamparinas. Os filhotes de corujas podem ser vítimas de outros predadores como o gavião. A coruja é considerada o símbolo da inteligência. As corujas conseguem girar o pescoço 180 graus.

 

Reprodução
O período da reprodução dependente da espécie. A prole é entre cinco ovos por gestação. Depois da eclosão o macho cuida dos filhotes por dois meses até que estes aprendam a se defender.

Uma das caracteristicas marcantes da coruja é o fato da mesma fazer o seu ninho no solo, no local de muitas relvas baixas, próximo a árvores. Cavam no chão verticalmente até certo ponto, e depois prosseguem horizontalmente até o ponto definido para colocar o ninho livre de predadores. O macho fica de sentinela na árvore, cuidando do ninho, principalmente durante o dia. Na presença de um possível invasor os filhotes podem imitar sons de serpentes (sibilar) fazendo o agressor desistir do ataque.

 

 

 

Os abrigos destas aves são buracos ou tocas abandonadas de outros animais ou, em casos mais raros, construções feitas pelas próprias corujas, com auxílio de seus bicos e suas longas patas dotadas de garras. Por ser uma espécie monogâmica, este espaço é geralmente ocupado por um casal, e é também nele onde a fêmea depositará seus aproximados cinco ovos. Quando estes eclodem, o macho dá assistência aos filhotes, por um período médio de dois meses, dando comida e protegendo o ninho de invasores em potencial, sendo bastante agressivo nestes casos.

O período reprodutivo tem início entre março e abril.

Devido à destruição de habitats, a sobrevivência desta espécie tem sido consideravelmente ameaçada.

publicado por Aninhas128 às 15:00

editado por Vida animal às 19:30
link do post | favorito
6 comentários:
De Fashion Addicted a 20 de Setembro de 2010 às 15:27

É um animal lindo, constantemente associado à sabedoria :D


De Verónica a 20 de Setembro de 2010 às 18:26
ohh adoroo o teu BLOG !!!!!


De rennata a 20 de Setembro de 2010 às 19:24
oii (:


De Rita e Natacha a 20 de Setembro de 2010 às 20:18
com um bocadinho de imaginação todasas unhas ficam giras ;)


De riiiiii. a 20 de Setembro de 2010 às 21:31
olá [:


De riiiiii. a 20 de Setembro de 2010 às 22:00
sim e ctg ? [:


Comentar post